Renan decide que vetos presidenciais serão votados em bloco pelo Congresso

O presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), contrariou os argumentos da oposição e decidiu que a votação de 38 vetos presidenciais que estão trancando a pauta será feita em bloco e em cédula de papel, na sessão desta terça-feira.

REUTERS

25 Novembro 2014 | 16h42

A oposição contestou a decisão de Renan, mas os vetos começaram a ser discutidos no plenário do Congresso nesta tarde. A discussão deverá ser longa, já que os parlamentares da oposição poderão argumentar sobre cada veto individualmente.

"Não vamos individualizar veto por cédula, porque o regimento não permite isso", disse Renan ao responder as questões de ordem apresentadas pelos oposicionistas.

O líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), reclamou da decisão e disse que "essa é uma decisão inaceitável".

A análise dos vetos presidenciais está trancando a pauta do Congresso e impede a votação de outras matérias, como a que altera o cálculo da meta de superávit primário, considerada prioritária pelo governo federal. A oposição é contrária à medida.

(Reportagem de Jeferson Ribeiro e Maria Carolina Marcello)

Mais conteúdo sobre:
POLITICA VETOS BLOCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.