Renúncia fiscal com medidas econômicas é de R$1,5 bi--Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que as medidas de estímulo econômico anunciadas pelo governo nesta segunda-feira gerarão uma renuncia fiscal de 1,5 bilhão de reais.

REUTERS

30 de março de 2009 | 12h22

Ele acrescentou, porém, que o governo espera compensar esse valor com o aumento da tributação dos cigarros, também anunciada nesta manhã.

Mantega informou pouco antes a prorrogação por três meses da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de veículos e caminhões; redução de Cofins sobre motos; redução de IPI sobre materiais para construção civil, eliminação de Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica (IRPJ) na zona franca de Manaus para alguns setores; e aumento do IPI e PIS-Cofins sobre cigarros.

(Reportagem de Carmen Munari)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROMANTEGARENUNCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.