Giuseppe Cacace/AFP
Giuseppe Cacace/AFP

Réplicas de terremoto assustam Itália e moradores dormem na rua

Chuva forte aumentou problemas para 3 mil pessoas que abandonaram casas

STE, REUTERS

21 Maio 2012 | 08h22

HEN JEWKES - Milhares de moradores do norte da Itália dormiram em barracas ou dentro de carros enquanto mais de 100 réplicas do terremoto de magnitude 6,0 que deixou sete mortos e danificou edifícios históricos no domingo atingiram a região durante a noite.

Veja também:

link Tremor na Itália mata 7 e danifica prédios históricos

"O medo de que a sua casa caia na sua cabeça é grande, então foi melhor dormir nessa barraca", disse um homem que passou a noite fora de sua residência, no frio mas seguro, na cidade de San Felice Sul Panaro.

A chuva forte aumentou os problemas para as cerca de 3.000 pessoas que tiveram que abandonar suas casas e dificultou ainda mais a situação para os trabalhadores da Defesa Civil.

Mas a maioria dos residentes disse ter ficado satisfeita com as equipes de resgate. "Eles armaram essas barracas muito rapidamente. Me senti segura", disse uma senhora idosa.

O terremoto de domingo matou quatro trabalhadores de uma fábrica que estavam de plantão noturno, uma senhora que foi atingida por uma viga e dois homens que morreram de ataques cardíacos.

Também houve enormes estragos na região de Emilia-Romagna, incluindo o desabamento de igrejas históricas e danos graves em um castelo do século 14 que sobreviveu a guerras e invasões.

A torre do relógio do século 14 em Finale Emilia foi dividida ao meio pelo tremor inicial, que aconteceu às 4h04 da madrugada (23h04 de sábado em Brasília). Apenas metade ficou de pé, mostrando no relógio os números de sete a onze. Doze horas depois, uma réplica de magnitude 5,1 derrubou a outra metade.

O tremor aconteceu numa área plana no Vale do Rio Pó, que acreditava-se ser uma área livre do risco de terremotos.

Mais conteúdo sobre:
ITALIATERREMOTOREPLICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.