Reportagem do 'Estado' e do 'JT' baseou ação do MP

As investigações que resultaram na ação civil pública apresentada nesta semana à Justiça começaram no final de 2004, após publicação de reportagem pelo Estado e Jornal da Tarde. Reportagem do dia 31 de agosto daquele ano mostrou a manobra da Prefeitura, apresentando as atas usadas e também mostrando que os processos das construções constavam com reajustes acima da inflação. O material publicado é citado na ação.

O Estado de S.Paulo

24 Maio 2012 | 03h04

Em 2003, um grupo de engenheiros que se mostrou contrário ao processo foi afastado. Para eles, os terrenos, em área de manancial, não comportariam as novas edificações. Na ocasião, a então secretária defendeu o uso das atas, afirmando que as novas escolas não significavam construções, mas reformas das unidades de lata. Além disso, defendeu todo o processo. / P.S.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.