Diego Zanchetta/AE
Diego Zanchetta/AE

Repórter é baleada no olho com bala de borracha em SP

SÃO PAULO - Uma repórter do jornal Folha de S. Paulo foi baleada no olho com uma bala de borracha na noite desta quinta-feira durante protesto contra o aumento da tarifa de ônibus em São Paulo. Segundo Giuliana Vallone, da TV Folha, ela estava em um estacionamento na Rua Augusta quando uma viatura da Rota se aproximou em baixa velocidade e um PM que estava no banco de trás atirou contra ela.

Diego Zanchetta, Estadão

13 de junho de 2013 | 21h16

Repórteres do Estado de S. Paulo também presenciaram ações questionáveis da Rota. Dois deles foram alvos de uma ação semelhante, na qual uma viatura se aproximou e disparou bombas de gás lacrimogêneo tentando acertá-los. Não havia conflito e nenhuma concentração de manifestantes na ocasião.

Protestos. A Avenida Paulista chegou a ser interditada nos dois sentidos. Confrontos se repetiram a todo momento no cruzamento com a Rua Augusta, onde a PM tentava dispersar os manifestantes com balas de borracha e bombas de gás. Por volta das 22h, os manifestantes começaram a se dissipar.

O Secretário de Segurança Pública de SP, Fernando Grella, afirmou em nota que determinou que a Corregedoria da Polícia Militar apure episódios envolvendo fotógrafos e cinegrafistas durante a manifestação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.