Restam menos de 50 golfinhos brancos no Rio Yang-Tse

O golfinho branco de rio, espécie típicado Rio Yang-Tse, na China, é o mamífero aquático em maior risco deextinção do mundo, e os cientistas anunciaram que podem restar menosde 50 exemplares da espécie, informou a agência Chinanews.O animal, conhecido na China como "baiji", é um autêntico fóssilvivo, que habita as águas do rio mais longo da China há 25 mil anos.Ele é a face mais visível da devastação causada pela rápida expansãoeconômica do país, e os especialistas prevêem a sua extinção numfuturo próximo.Neste mês, uma expedição de cientistas da China, Estados Unidos,Suíça, Canadá, Japão, Grã-Bretanha e Alemanha partiu em busca deespécimes do mamífero, que foi avistado vivo, pela última vez, em 2004. A poluição do rio e a pesca indiscriminada estão levandoo Lipotes vexillifer à extinção.Os cientistas sugerem transportar os golfinhosremanescentes para algum lugar mais seguro, como a reserva deShisou, um afluente de 20 quilômetros do Yang-Tse, a 200 quilômetrosda cidade de Wuhan, na província de Hubei. No entanto, a estratégia apresenta problemas. Encontrar ecapturar os animais é uma missão quase impossível. Os golfinhosbrancos não respiram automaticamente, como os demais mamíferos, esim, em movimentos voluntários. Assim, não podem ser anestesiados,porque se afogariam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.