Restam menos de 50 golfinhos brancos no Rio Yang-Tse

O golfinho branco de rio, espécie típicado Rio Yang-Tse, na China, é o mamífero aquático em maior risco deextinção do mundo, e os cientistas anunciaram que podem restar menosde 50 exemplares da espécie, informou a agência Chinanews.O animal, conhecido na China como "baiji", é um autêntico fóssilvivo, que habita as águas do rio mais longo da China há 25 mil anos.Ele é a face mais visível da devastação causada pela rápida expansãoeconômica do país, e os especialistas prevêem a sua extinção numfuturo próximo.Neste mês, uma expedição de cientistas da China, Estados Unidos,Suíça, Canadá, Japão, Grã-Bretanha e Alemanha partiu em busca deespécimes do mamífero, que foi avistado vivo, pela última vez, em 2004. A poluição do rio e a pesca indiscriminada estão levandoo Lipotes vexillifer à extinção.Os cientistas sugerem transportar os golfinhosremanescentes para algum lugar mais seguro, como a reserva deShisou, um afluente de 20 quilômetros do Yang-Tse, a 200 quilômetrosda cidade de Wuhan, na província de Hubei. No entanto, a estratégia apresenta problemas. Encontrar ecapturar os animais é uma missão quase impossível. Os golfinhosbrancos não respiram automaticamente, como os demais mamíferos, esim, em movimentos voluntários. Assim, não podem ser anestesiados,porque se afogariam.

Agencia Estado,

17 de novembro de 2006 | 16h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.