Restauração de obra-prima de 500 anos termina após três décadas

'Porta do Paraíso', coberta por painéis de Lorenzo Ghiberti, deve permanecer abrigada no Museu da Catedral de Florença, na Itália.

BBC Brasil, BBC

23 de agosto de 2012 | 10h24

Uma das atrações mais famosas de Florença, na Itália, a Porta do Paraíso, está em seus estágios finais de restauração depois de 27 anos de trabalho.

As portas cobertas pelos painéis criados por Lorenzo Ghiberti estão no Museu da Catedral de Florença. As obras que estão no Batistério são apenas réplicas.

A obra-prima de Ghiberti tem quase 500 anos de idade e o nome, Porta do Paraíso, foi dado por Michelangelo.

Para trazer a beleza de volta à obra, foram desenvolvidas novas técnicas de restauração com laser.

A diferença é enorme: antes, os painéis estavam cobertos com os sinais dos séculos. Agora, eles voltam a exibir o dourado do ouro que cobria a obra original e todo o detalhe de cada escultura.

Mas a porta não vai voltar ao Batistério. Devido à sua delicadeza, será exibida em condições especiais, no Museu da Catedral de Florença. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.