Restos de Caravaggio teriam sido achados

HISTÓRIA

, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2010 | 00h00

Antropólogos italianos creem ter finalmente encontrado os restos do pintor barroco Caravaggio (1571-1610), resolvendo um mistério que envolve a morte do artista há séculos. Os pesquisadores, do Comitê Nacional para a Herança Cultural, dizem que estão quase certos de que os ossos encontrados em um ossário na Toscana são do pintor de quadros clássicos como Narciso. Os ossos encontrados combinam com a altura (1,70 m) e a idade (39 anos) do artista. "Também fizemos testes de DNA e os comparamos com os de supostos familiares de Caravaggio, gente com o mesmo sobrenome", afirmou o antropólogo físico Giorgio Gruppioni, membro da equipe. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.