Resultado da Ericsson fica abaixo do esperado no 1º tri

A fabricante de equipamentos de telecomunicação móvel Ericsson espera que ganhos de negócios recentes impulsionem as vendas neste ano, após ter registrado vendas e lucro abaixo das expectativas devido a fraca demanda na América do Norte e Japão.

Reuters

23 Abril 2014 | 07h48

Analistas esperam que as vendas da Ericsson tenham um impulso neste ano com grandes operadoras na Europa e na China gastando mais em redes 4G para atender um aumento no tráfego de dados, guiado por mais uso de vídeos em smartphones.

O crescimento na China, Oriente Médio e América Latina no primeiro trimestre compensou apenas parcialmente a queda nas vendas na América do Norte e Japão, devido ao fim de grandes projetos.

As vendas na unidade de redes da Ericsson caíram 10 por cento, em uma base ajustada por mudanças de câmbio.

Por outro lado, a lucratividade continuou a melhorar. A margem de lucro bruto subiu para 36,5 por cento no grupo. Isso comparado com expectativas de 34 por cento e 32 por cento um ano atrás, impulsionado por projetos de banda larga e mais vendas de software para alguns clientes.

O lucro antes de juros e impostos ficou em 2,6 bilhões de coras suecas (395 milhões de dólares) comparado com 2,1 bilhões em igual trimestre do ano passado, abaixo da expectativa de 3,5 bilhões em uma pesquisa da Reuters com analistas.

As vendas do grupo ficaram em 47,5 bilhões de coroas, contra uma expectativa de 51,8 bilhões.

(Por Sven Nordenstam e Simon Johnson)

Mais conteúdo sobre:
EMPRESAS ERICSSON RESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.