Resultados preliminares indicam vitória de Medvedev

Candidato governista teria grande vantagem; comparecimento foi de 60%.

Márcia Freitas, BBC

02 de março de 2008 | 16h20

Com cerca de 15% dos votos contados, os resultados oficiais preliminares indicam uma vitória do candidato governista Dmitry Medvedev nas eleições russas, com 64,55%.O comunista Gennady Zyuganov aparece em segundo lugar, com 19,81%, o nacionalista Vladimir Zhirinovsky em terceiro, com 12,78% e o independente Andrei Bogdanov em quarto, com 1,5%.Mas os resultados de boca-de-urna apontam uma maior vantagem de Medvedev com 69,6% dos votos, indicando que a porcentagem oficial pode mudar.Segundo a comissão eleitoral russa, o índice comparecimento às urnas foi de cerca de 60%. Mas houve relatos de que muitos teriam sido pressionados pelos patrões a votar.Os eleitores também teriam recebido vários de tipos de "incentivos", como comida barata, ingressos de graça para o cinema ou mesmo brinquedos.O processo eleitoral também foi marcado por uma campanha limitada e críticas da oposição em relação ao grande espaço obtido por Medvedev na mídia.ObservadoresHouve pouco acompanhamento do processo eleitoral por observadores internacionais. O principal órgão europeu que fiscaliza eleições - a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) - decidiu não enviar observadores à Rússia por causa de restrições impostas pelo governo russo em relação ao tempo de permanência no país e ao número de observadores enviadosAo votar em Moscou, Medvedev afirmou que "a primavera chegou - apesar de estar chovendo, uma nova estação chegou".Ele prometeu, se eleito, indicar Putin para o cargo de primeiro-ministro. Muitos analistas acreditam que, com isso, o atual presidente se manterá como uma figura importante no governo russo.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.