Retrato de escolas francesas leva Palma de Ouro em Cannes

Vinte e um anos depois deMaurice Pialat e seu filme "Sob o Sol de Satã", o filme de umcineasta francês levou a Palma de Ouro do Festival de Cannes,na sua 61a edição. O filme "Entre les murs", dirigido por Lauren Cantet,estava entre os favoritos para os principais prêmios. Críticoselogiaram o retrato realístico das brincadeiras e tensões dasclasses de aula e as pressões que os professores enfrentam. "O filme que queríamos fazer tinha que ser uma reflexão dasociedade francesa-múltipla, de várias faces, complexa", disseCantet no palco da cerimônia de entrega dos prêmios, ondeestava acompanhando pelo grande elenco formado poradolescentes. O presidente do júri ressaltou que a decisão foi unânime. Outro prêmio entregue de forma unânime pelo juri foi oprêmio de melhor interpretação masculina para Benício de Toro,que interpreta o papel de Che Guevarra no "Che", um longametragem de Steven Soderbergh onde o brasileiro Rodrigo Santorointerpreta Raúl Castro. O prêmio de melhor interpretação feminina ficou com abrasileira Sandra Carveloni, de "Linha de Passe", do cineastaWalter Salles. O Grand Prix foi destinado para "Gomorra", do cineastaitaliano Mattero Garrone. (Por Mike Collett-White)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.