Reunião com Irã decepciona negociador europeu

Javier Solana e representante iraniano discutiram programa nuclear do país asiático.

BBC Brasil, BBC

30 de novembro de 2007 | 16h35

O chefe da diplomacia da União Européia, Javier Solana, disse nesta sexta-feira estar "decepcionado" com o resultado de mais uma rodada de negociações com o Irã sobre o programa nuclear do país.Solana, que conversou com o negociador nuclear iraniano Saeed Jalili em Londres, procurou convencer o Irã a suspender o seu processo de enriquecimento de urânio, mas nenhum acordo foi anunciado.O diplomata espanhol disse que, depois de cinco horas de reuniões, esperava mais. "Nós vamos manter contato telefônico provavelmente antes do fim do mês de dezembro e, se as circunstâncias permitirem, vamos nos encontrar. Mas isso será acertado depois", disse Solana.Por sua vez, Jalili adotou um tom mais positivo e disse ter tido uma "boa negociação" com Solana, enfatizando que as discussões devem continuar no mês que vem.Neste sábado, representantes dos países membros do Conselho de Segurança da ONU devem se reunir em Paris para discutir a situação do Irã.Os Estados Unidos, que acusam os iranianos de tentar desenvolver armas nucleares, querem que o Conselho aprove novas sanções contra o país.O Irã, que é signatário do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares (NPT, na sigla em inglês), diz que quer enriquecer urânio para produzir energia.O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, já disse publicamente que o país não vai suspender o programa nuclear do país, apesar da pressão internacional e dentro do próprio Irã."Em nenhum lugar no NPT está escrito que um signatário não tem direito de enriquecer", disse Jalili. "É inaceitável que o Irã seja privado de seu direito de realizar enriquecimento, visto que está cumprindo suas obrigações."Neste mês, um relatório sigiloso da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) sobre o Irã, obtido pela BBC, indicou que o país ainda mantém segredos sobre suas atuais atividades nucleares.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.