Revestimento de polímero pode matar vírus e bactérias

Um revestimento feito de polímeros insolúveis em água, dotados decarga elétrica positiva, pode matar, em apenas cinco minutos, vírus como o da gripe ebactérias, com 100% de eficiência, segundo a descoberta de um grupode cientistas.Luis Álvarez de Cienfuegos, um dos cientistas envolvidos nestapesquisa - publicada no número mais recente da revista Proceedings of the National Academy of Sciences -, disse quea equipe investigou se seria possível evitar a propagação de umvírus cobrindo objetos comuns com compostos capazes de neutralizar os agentes. O objetivo era obter superfícies sólidas, como vidro ou tecidos,que conseguissem eliminar micróbios, paracombater "o vírus da gripe", acrescentou Álvarez de Cienfuegos,doutor em Química Orgânica pela Universidade de Granada. Segundo o pesquisador, o vírus da gripe se propaga por via áerea,através das gotículas emitidas pela pessoa infectada, quando tosse ou espirra. Portanto, disse o cientista, a propagação do vírus - a princípio- poderia ser evitada cobrindo os objetos comuns, onde as gotículas se depositam, com umcomposto que neutralizaria o vírus ao contato.Segundo o cientista, o efeito obtido com o polímero se deve à ruptura da membrana que recobre a bactéria, com a conseqüente destruição da célula.Houve a comprovação de que as superfícies recobertas com essescompostos bactericidas são também altamente eficazes contra vírus.Estes compostos de polímeros são aplicados às superfícies como secoloca tinta, disse, e, "em nosso caso concreto, usamos vidro sobreo qual depositamos o composto através de um algodão molhado em umasolução do polímero em butanol, esfregando sobre a superfície dovidro e deixando que o solvente se evaporasse".

Agencia Estado,

13 de novembro de 2006 | 20h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.