Ribeirão Preto, em SP, deve ter greve de ônibus na 2ª

Os motoristas e condutores de ônibus urbanos de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, deverão entrar em greve na próxima segunda-feira. A decisão de cruzar os braços foi tomada em assembléia realizada nesta sexta-feira pela manhã. O objetivo é que a paralisação atinja 100% da frota.

GHEISA LESSA, Agência Estado

25 Maio 2012 | 14h38

De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Empregados das Empresas de Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Seturp), Alcides Lopes, uma nova assembleia deverá ser realizada na tarde desta sexta-feira, da qual participarão os funcionários que trabalham no período da tarde.

Lopes afirmou ao estadao.com.br que a greve pode ser recusada na reunião desta tarde. Como, no entanto, parte dos trabalhadores já recusou a proposta do governo, é provável que uma nova recusa seja feita nessa segunda reunião.

A primeira proposta das empresas Transcorp e Turbe foi feita no último dia 21. As companhias ofereceram à categoria reajuste salarial de 5%. Os trabalhadores querem, no entanto, 15%. Na tarde da última quinta-feira, em uma segunda negociação, a Prefeitura de Ribeirão Preto, em perceria com as empresas responsáveis pela categoria, elevaram a oferta para 6,3%. Mas o Seturp recusou a proposta nesta sexta-feira.

Mais conteúdo sobre:
greve ônibus Ribeirão Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.