Rice é convocada a depor em caso de espionagem

Processo envolve lobistas pró-Israel acusados de repassar informações confidenciais.

James Coomarasamy, BBC

03 de novembro de 2007 | 03h25

Um juiz federal dos Estados Unidos intimou a secretária de Estado, Condoleezza Rice, e outros membros do governo a testemunhar em um processo envolvendo dois lobistas pró-Israel.Os lobistas Steven Rosen e Keith Weissman são acusados de repassar informação confidencial - obtida de um analista do Pentágono já condenado - a jornalistas e membros do governo de Israel.O depoimento de Rice poderá trazer esclarecimentos sobre a elaboração da política americana para o Oriente Médio.Os dois réus são ex-lobistas do influente American-Israel Public Affairs Committee (Aipac), um importante lobby pró-Israel em Washington.Entre as informações que eles são acusados de repassar estão detalhes da política americana no Irã, além de informações de inteligência sobre a rede Al-Qaeda.Os advogados de defesa argumentam que os lobistas eram regularmente usados como intermediários pelo governo americano e, como tais, tinham um papel extra-oficial na formulação da política para o Oriente Médio.Segundo os advogados, os réus não tinham, portanto, conhecimento de que seu comportamento nesse caso era criminoso.Agora, em uma decisão constrangedora para o governo americano, o juiz federal T. S. Ellis III convocou Rice e outros membros e ex-membros do governo, como o Conselheiro Nacional de Segurança, Stephen Hadley, a testemunhar no julgamento, no próximo ano.O juiz disse que os lobistas têm o direito de argumentar que, até onde sabiam, seus encontros com o analista do Pentágono eram simplesmente exemplos do uso da Aipac pelo governo americano como um canal diplomático de apoio.O governo de George W. Bush deverá agora decidir se prossegue nesse caso de espionagem, arriscando a exposição pública de certos aspectos delicados do processo de elaboração de sua política externa.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.