Rio cria linha de ônibus durante suspensão de bondes

A Prefeitura do Rio de Janeiro criou o serviço de transporte coletivo, com dois miniônibus na linha Silvestre-Castelo (Circular), para atender aos moradores de Santa Teresa, no centro da cidade, durante a suspensão temporária nos serviços de bondes no bairro. O serviço de bondes em Santa Teresa foi suspenso em agosto, após um acidente. Um bonde tombou matando seis pessoas e deixando mais de 50 feridas.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

10 Outubro 2011 | 18h46

A nova linha será operada no prazo de até 18 meses pelo Consórcio Intersul e a tarifa custará R$ 0,60. A medida foi decretada pelo prefeito Eduardo Paes, no Diário Oficial do município, e divulgada hoje.

Ainda de acordo com o decreto, no prazo de até 15 dias, o serviço deverá entrar em operação, fixar parâmetros como itinerário, pontos de parada dos miniônibus e o processamento do complemento do custeio tarifário, pertinentes ao decreto 34.570, de 7 de outubro.

Mais conteúdo sobre:
transporte bonde RJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.