Rio Negro sobe e fica a 39 cm de cheia histórica

Mais de 61 mil famílias no Amazonas são prejudicadas - em Manaus, 16 mil pessoas tiveram casa atingida

MANAUS, O Estado de S.Paulo

05 Maio 2012 | 03h02

O nível do Rio Negro, em Manaus, voltou a subir ontem e chegou a 29,38 metros - apenas 39 centímetros da marca histórica de 29,77 metros, de 2009. Na última semana, as águas do rio subiram 31 centímetros. Os dados constam no 16.º boletim de monitoramento hidrológico do Amazonas, realizado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

Mais de 61 mil famílias no Estado foram afetadas com a cheia dos rios e mais da metade dos municípios - num total de 38 - decretou situação de emergência, incluindo a capital. Em Manaus, dez bairros estão em estado de alerta e 16.325 moradores tiveram suas casas atingidas pela cheia.

A prefeitura tem distribuído madeira para a construção de pontes e prometeu distribuir o Cartão Enchente, no valor de R$ 400, mas ainda não há data para que o benefício seja entregue às famílias. / RENATA MAGNENTI, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.