Rio pára em dia de chuva, apagão e deslizamentos

Deslizamentos de terra provocados pela forte chuva interditaram o Túnel Rebouças, principal via de ligação das zonas norte e sul do Rio, por onde passam diariamente cerca de 180 mil veículos. Segundo a prefeitura, pelo menos 100 toneladas de terra caíram da encosta do Morro do Cerro Corá, na zona sul, e não há previsão para a liberação das pistas. A chuva também causou a interrupção do fornecimento de energia e telefone em parte da cidade. O Rio parou: na manhã de hoje, com sinais de trânsito apagados, motoristas tentavam trafegar pela contramão para conseguir chegar ao trabalho.O Aeroporto Santos Dumont, no centro, fechou para pousos e decolagens, e o Internacional Antonio Carlos Jobim, na Ilha do Governador, zona norte, operava por meio de instrumentos. O secretário municipal de Transportes, Arolde de Oliveira, pediu aos cariocas que não saiam de carro, QUE dêem preferência a trens e metrô e, se possível, fiquem em casa. "O dia todo será complicado."

AE, Agencia Estado

24 de outubro de 2007 | 11h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.