Rio retifica número de mortes devido a chuva no Estado

Neste mês, foram registrados seis mortes, sendo duas na capital; 12 cidades estão em situação de emergência

Elvis Pereira, estadao.com.br

22 Janeiro 2009 | 15h48

A Secretaria da Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro retificou na tarde desta quinta-feira, 22, o número de mortes em decorrência das chuvas neste mês. Entre o dia 3 e terça-feira, 20, seis pessoas perderam a vida, sendo duas delas atingidas por raios, na capital fluminense. As demais se afogaram ou foram soterradas em Petrópolis, São João do Meriti e Nova Iguaçu. Segundo a pasta, apesar de prosseguir chovendo em todo o Estado nesta quinta, até o momento não há informações de novos desastres.   Veja também: Limpeza de rios e galerias d'água no Rio deve demorar 6 meses Nível de rios atingidos pelas chuvas continua alto no Rio  Todas as notícias sobre vítimas das chuvas     As recentes chuvas já deixaram cerca de 1.840 desalojados e 204 desabrigados. Esses números podem subir mais, uma vez que alguns municípios castigados ainda não concluíram o total de moradores atingidos pelas cheias. Doze cidades permanecem em situação de emergência. São elas Itaperuna, Laje do Muriaé, Italva, Campos dos Goytacazes, Santo Antônio de Pádua, Natividade, Porciúncula, Cambuci, Aperibé, Bom Jesus de Itabapoana, São Fidélis e Paraíba do Sul. Cardoso de Almeida está em estado de calamidade público. Os decretos foram feitos entre o fim de dezembro e o começo deste mês e têm validade de 30 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.