Rio será sede de encontro mundial sobre abuso sexual infantil

Previsão é de que 3 mil participantes de todo o mundo estavam presentes no congresso

AE, Agencia Estado

23 de janeiro de 2008 | 14h40

O Brasil será sede do 3º Congresso Mundial contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, entre os dias 25 e 28 de novembro, no Rio de Janeiro. Segundo a Agência Brasil, o evento irá abordar não só a exploração comercial de crianças e adolescentes, mas de todas as formas de abuso. A previsão é de que 3 mil participantes de todo o mundo estejam presentes no congresso.Para a representante do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Valéria Gonelli, a internet e as novas tecnologias contribuíram para a criação de novas formas de exploração sexual. "Com o avanço das tecnologias o que tem-se observado não é um freamento, mas, infelizmente, um avanço de outras formas de exploração sexual de crianças e adolescentes, não só a exploração sexual para fins comerciais, mas outras explorações, como a cibernética e o tráfico de pessoas."Representante da sociedade civil presente numa reunião no Ministério da Justiça para discutir o assunto, Neide Castanha afirmou que apesar dos problemas, o Brasil tem mostrado grandes avanços nos últimos dez anos. "Talvez a temática da exploração sexual tenha sido a que mais tem evoluído do ponto de vista de ser absorvida no debate público, no sentido de as pessoas estarem falando sobre [o assunto]", disse. O congresso foi assunto da reunião desta quarta-feira, 23, no Ministério da Justiça, com representantes do governo, da sociedade civil e da Articulação Internacional contra Prostituição, Pornografia e Tráfico de Crianças e Adolescentes. No sábado, será lançada em Fortaleza, Ceará, uma campanha de carnaval contra a exploração sexual infantil. As informações são da Agência Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.