Risco de acidenete é maior em fins de semana e férias

O estudo sobre a influência da cadeirinha nas mortes no trânsito, feito pelo Ministério da Saúde e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), também faz um retrato dos momentos de maior risco para a criança nos veículos. Esse levantamento indica que, assim como outras formas de violência, as mortes no trânsito ocorrem mais nos dias de folga.

LÍGIA FORMENTI, TIAGO DANTAS E CAIO DO VALLE, Agência Estado

17 de outubro de 2012 | 09h22

De acordo com a pesquisa, nos fins de semana e no período de férias escolares - dezembro e janeiro -, a incidência de acidentes fatais com criança é mais alta. Nos últimos cinco anos, os meses de dezembro e janeiro responderam por 23,9% dos óbitos entre vítimas de 0 a 10 anos. No período, foram 304. O mês de abril foi o que registrou menor índice: 94 mortes, o equivalente a 6% do total.

A pesquisa mostra ainda que a maior parte das mortes ocorre com crianças de até 2 anos: 32,1%. Em seguida, vem a faixa etária entre 6 e 7 anos: 27,1%, o equivalente a 424 mortes no período maior. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitosegurançacadeirinhasrisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.