Rodízio de veículos em São Paulo volta a valer a partir desta segunda-feira

Restrição estava suspensa na cidade desde 26 de dezembro; área do rodízio deve ser expandida a partir de abril

Agência Estado

18 de janeiro de 2014 | 16h01

O rodízio de veículos voltará a vigorar a partir de segunda-feira (20) na cidade de São Paulo. A restrição estava suspensa desde 26 de dezembro por conta da queda no movimento de carros nesta época do ano, quando ocorrem as férias escolares e as folgas coletivas de trabalho.      

 

A Secretaria Municipal dos Transportes divulgou neste mês que pretende expandir o rodízio para avenidas e ruas fora do centro expandido. Ao todo, 400 vias devem ser contempladas, somando 371 km lineares, em todas as regiões da cidade. A restrição passará a valer em grandes avenidas como Brás Leme, Aricanduva, Professor Francisco Morato e Inajar de Souza. A expansão deve ser feita em abril.

 

Atualmente, a restrição vale apenas para o centro expandido, incluindo as vias que delimitam o chamado Minianel Viário, formado pelas marginais do Tietê e do Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D´Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Ignácio de Anhaia Mello e Salim Farah Maluf.

 

O rodízio veta a circulação de automóveis e caminhões entre 7h e 10h e entre 17h e 20h de segunda a sexta-feira. Os finais de semana são livres.

Os veículos impedidos de circular às segundas-feiras são os de placa com final 1 e 2; às terças com final 3 e 4; às quartas 5 e 6; às quintas 7 e 8; e às sextas 9 e 0. Transitar em locais e horários não permitidos pela regulamentação é considerado infração de trânsito de nível médio, resultando em multa no valor de R$ 85,13 e acréscimo de quatro pontos na carteira do motorista.

Mais conteúdo sobre:
rodízioveículos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.