Rodoanel fará Dersa replantar 339 mil árvores

A lenha que assa a pizza que você come ou o batente novo da porta ou da janela de sua casa podem ser feitos com madeira retirada da Serra do Mar durante a construção do Trecho Sul do Rodoanel. Desde que a obra teve início, no ano passado, já foram cortadas 339 mil árvores dos mais variados tipos. A Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), responsável pela obra, pretende replantar 3,5 milhões de mudas para compensar esses cortes ao longo de 62 quilômetros de extensão, numa faixa de 130 metros de largura por onde passarão as pistas da via expressa e o Ferroanel.Quase a totalidade de 1,18 milhão de metros quadrados de vegetação suprimida já foi leiloada pelo governo do Estado. Duas empresas - F.S. Komatsu e a Madeireira Barrinha - arremataram a lenha e a madeira por R$ 219 mil. Cerca de 30% das árvores eram eucaliptos. O material está empilhado ao longo dos canteiros de obras. As empresas retiram o produto quando o revendem a terceiros.A mata ao largo do Trecho Sul do Rodoanel não é a original da Serra. Quando a Represa Billings foi construída, há 83 anos, muitos hectares de mata atlântica foram derrubados. Hoje existe uma terceira geração de reflorestamento. E a construção ainda vai retirar outras 20,8 mil árvores nos próximos meses. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

EDUARDO REINA, Agencia Estado

08 de março de 2008 | 10h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.