Rodovias de SP têm tráfego intenso, mas sem paradas

Os principais acessos do turista de volta à capital paulista apresentam tráfego intenso, mas não representam grandes problemas para o motorista. Apenas pequenos trechos de lentidão nas rodovias Castelo Branco e Anhanguera atrasavam a viagem. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, não houve registro de acidentes graves nas últimas horas.Na Castelo Branco, o trânsito estava congestionado no sentido interior-capital, entre os quilômetros 16 e 13 (Osasco). Na Rodovia Anhanguera, no sentido capital, o tráfego tinha velocidade reduzida no quilômetro 97 (Campinas), onde há obras de melhorias na pista. A mesma situação estava registrada no sentido inverso, porém nos quilômetros 92 (Campinas) e 121 (Americana).Na Presidente Dutra, apenas na saída do Rio, em São João do Meriti, há um trecho de 4 quilômetros de lentidão devido a alagamento na pista.Na Padre Manuel da Nóbrega, o tráfego é intenso entre os quilômetros 67 e 70. Na Rodovia Imigrantes, o tráfego estava carregado no trecho de serra, mas sem congestionamentos, nem acidentes. A Via Anchieta tinha tráfego intenso, mas sem lentidão.Na Rio-Santos, o trânsito é intenso, mas com fluidez. Na Rodovia dos Bandeirantes, também flui normalmente em ambos os sentidos. Na Ayrton Senna, há fluxo normal de veículos. Na Carvalho Pinto, o tráfego evolui sem paradas, enquanto na Mogi-Bertioga, o tráfego é intenso, mas também sem paradas. Na Fernão Dias, o trânsito está carregado devido a pequenos alagamentos. Requer atenção.Na Rodovia Régis Bittencourt, não há informações sobre congestionamentos, nem acidentes. Na Tamoios, o trânsito é intenso no sentido São José dos Campos. Não há operação especial para a subida da serra. Na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, o tráfego flui sem problemas. Na Raposo Tavares, o fluxo de veículos também é normal.

FABIO M. MICHEL, Agencia Estado

24 de fevereiro de 2009 | 20h15

Tudo o que sabemos sobre:
rodoviasSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.