Romário enfim veste a camisa do América

Ele vai atuar hoje em jogo que pode decidir a Série B do Carioca

Sílvio Barsetti, RIO, O Estadao de S.Paulo

25 de novembro de 2009 | 00h00

Romário nunca gostou de concentração e isso não é novidade. Mas agora ele vai inovar. Para homenagear seu pai, Edevair, e vestir a camisa do América em jogo oficial, o Baixinho chegará de viagem da Europa, passará em casa para trocar de roupa e seguirá até o Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, na Baixada Fluminense. O América enfrentará o Artsul, às 20 horas (com Sportv) e pode assegurar com uma rodada de antecedência o título da Série B do Campeonato Carioca.

Romário, aos 43 anos, é o gerente de Futebol do clube. Jogou pela última vez em 2007, ainda no Vasco. Ele viajou domingo para a Espanha com a mulher, Isabella, a fim de tratar de assuntos particulares. No voo de volta, vai dormir e esticar as pernas na primeira classe, tudo para não decepcionar o público que deve lotar o estádio do América.

O campeão mundial de 1994 nunca escondeu a intenção de cumprir a promessa feita a Edevair, que morreu ano passado. Demorou a tomar a decisão de jogar por causa da indefinição no campeonato. Como o time assegurou o acesso no sábado, ao superar o Nova Iguaçu por 1 a 0, ficou à vontade para comunicar ao técnico Lira que terá de ser escalado.

No clube, a expectativa é de uma grande festa para o "retorno" de Romário. Torcedores prometem um mosaico vermelho e branco na arquibancada. Se o Olaria não vencer o Goytacaz à tarde, em Campos, e o América derrotar o Artsul, o título ficará para o time de Romário. Entre os dirigentes do América, há quem aposte que o atacante planeja atuar na Série A do Carioca de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.