Romney vence em Ohio mas não garante liderança definitiva

O pré-candidato Mitt Romney garantiu uma estreita vitória em Ohio, mas não conseguiu nocautear o rival Rick Santorum nas prévias eleitorais realizadas na noite de terça-feira para a indicação do Partido Republicano às eleições presidenciais dos Estados Unidos, aumentando as chances de uma prolongada disputa.

ERIC JOHNSON E STEVE HOLLAND, REUTERS

07 Março 2012 | 07h41

Romney venceu em seis dos 10 Estados que realizaram as prévias na terça-feira, mas a margem de vitória foi estreita em Ohio, o Estado mais cobiçado entre os dez. Ao contrário das prévias anteriores, os resultados da Superterça deste ano não definiram um candidato.

Romney tecnicamente se aproximou dos 1.144 delegados necessários para vencer a nomeação do partido, mas um forte Santorum ressaltou a incapacidade do favorito de conquistar grandes setores da base republicana, que veem com desconfiança o seu passado como um moderado governador de Massachusetts.

Os problemas de Romney com os eleitores evangélicos e da classe trabalhadora devem provavelmente persistir nas próximas prévias nos Estados conservadores de Kansas, Alabama e Mississippi.

Enquanto os candidatos gastam milhões de dólares atacando uns aos outros, as pesquisas mostram que a longa disputa pela indicação republicana pode estar alienando os eleitores.

Ainda assim, uma forte organização e uma robusta operação de captação de recursos de Romney fazem dele o favorito para enfrentar o presidente democrata Barack Obama no pleito de novembro. A Superterça pode não ter dado um veredicto, mas aproximou Romney da nomeação republicana.

"Nesta noite (terça-feira) estamos contando os delegados para a convenção e contando os dias até novembro", disse Romney a simpatizantes em seu Estado natal, Massachusetts.

Romney venceu em Massachusetts, bem como nos Estados de tendência liberal Vermont e Idaho, onde seus companheiros mórmons compuseram uma fatia substancial do eleitorado. Ele também venceu no Alasca e na Virginia, onde Santorum não se qualificou para a votação.

Santorum disse que suas vitórias em Tennessee, Oklahoma e Dacota do Norte provaram que ele era o melhor candidato para representar a filosofia conservadora do partido.

"Em cada Estado nós superamos as expectativas", disse Santorum a partidários, observando que seus rivais haviam consistentemente gastado mais que ele durante toda a campanha.

Newt Gingrich ganhou em seu Estado natal, a Geórgia, e disse que iria permanecer na corrida.

Com a maioria dos votos apurados em Ohio, Romney tinha 38 por cento e Santorum, 37 por cento, com as redes de televisão projetando que ele levaria o Estado. Romney percorreu todo o Estado, enquanto Santorum visitou áreas rurais.

Pesquisas mostraram que eleitores de Ohio consideravam que Romney tinha mais chances de derrotar Obama, mas que Santorum era mais simpático aos interesses norte-americanos.

(Reportagem adicional de Sam Youngman, em Massachusetts; Lily Kuo e Emily Stephenson, em Washington; e de Colleen Jenkins, em Atlanta)

Mais conteúdo sobre:
EUAELEICOESSUPERTERCARESULTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.