RS pode ter registrado 1ª vítima fatal da gripe suína no País

O americano Michael Glenn Brannan, 58 anos, morreu na tarde de sexta-feira no Hospital Unimed Vale do Caí, em Montenegro, distante 60 quilômetros de Porto Alegre, gerando suspeitas de que o óbito fora causado pela gripe suína, ou influenza A H1N1. O caso está em investigação e, conforme a Secretaria Estadual da Saúde e a direção do hospital, a confirmação da causa da morte será informada na segunda-feira, quando estarão prontos os resultados dos exames, inclusive da aspiração naso-faringeo, que poderá confirmar a incidência da Gripe A. A morte pode ser a primeira causada pelo vírus no Brasil.

CARLOS ROLLSING, Agencia Estado

27 Junho 2009 | 13h34

Brannan, que apresentou indícios da doença, era engenheiro mecânico e estava no Rio Grande do Sul em viagem de trabalho. Ele chegou ao Estado em 21 de junho, domingo, porém, na quarta-feira passada foi internado no Hospital Unimed Vale do Caí queixando-se de dores e febre. O paciente entrou em coma no dia seguinte e, posteriormente, faleceu. Gerson Antônio Reis da Silva, presidente do Hospital Unimed Vale do Caí, ressaltou que o homem permaneceu isolado no período da internação.

A Secretaria Estadual da Saúde postou nota no seu site oficial para comunicar o caso na manhã de hoje. Até o momento, o Rio Grande do Sul registra 59 casos da doença. Outros 95 diagnósticos continuam apenas como suspeitos e 37 já foram descartados. São Gabriel, localizada no Centro do Estado, contabiliza 28 contaminados. A cidade já sofre reflexos decorrentes da Gripe A, como pessoas caminhando de máscaras pelas ruas, aulas e eventos suspensos, comércios e hotéis vazios. Porto Alegre, conforme o último levantamento, possui 18 infectados.

Mais conteúdo sobre:
gripe suínaRio Grande do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.