Rumor derruba ações da Apple

Informações desencontradas sobre problemas de produção desvaloriza papéis da companhia

Reuters

01 Agosto 2007 | 11h00

As ações da Apple recuaram quase 7% nesta terça-feira devido a rumores que incluem supostos cortes de produção de iPhones e iPods. Mas houve pouco consenso sobre se existe algum problema específico na empresa, cujos papéis avançaram cerca de 60% desde o lançamento do iPhone no início de janeiro.   A porta-voz da Apple, Natalie Kerris, se recusou a fazer comentários. Os analistas que cobrem a empresa e as opções de mercado afirmaram haver especulações de que a Apple estava ou reduzindo a produção do iPhone ou a do iPod.   "Existe uma conversa não confirmada de que a produção do iPod está reduzida. É por isso que a opção de volatilidade da Apple está elevada, sugerindo essa incerteza", disse Paul Foster, estrategista do site theflyonthewall.com.   Segundo Shaw Wu, analista da American Technology Research "existem rumores ocasionais sobre a Apple, freqüentemente não confirmados. Muitos deles acabam errados em curto prazo". Ele acrescentou que a Apple confirmou na semana passada que espera vender mais de 700 mil iPhones no atual trimestre e 10 milhões no ano que vem. A AT&T é a única operadora do telefone nos EUA.   "Pelo que entendo, a produção do iPhone na verdade tem aumentado, já que eles obviamente vão ser muito mais exportados do que nos dois primeiros dias", declarou Wu. As ações da Apple caíram US$ 9,67, ou 6,8%, para fecharem a US$ 131,76 no Nasdaq, o menor encerramento desde 9 de julho.

Mais conteúdo sobre:
Apple iPod

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.