Rússia desvaloriza rublo e moeda atinge baixa recorde

O rublo caiu para o menor patamar histórico frente ao dólar nesta quinta-feira depois que a Rússia acelerou a desvalorização da moeda para ajustar-se aos preços mais baixos do petróleo e à pior perspectiva econômica em uma década. Um representante do banco central do país confirmou que a banda de negociação do rublo foi ampliada pela quarta vez este ano e pela 16a vez desde que a Rússia iniciou a série de pequenas desvalorizações, em novembro. "O principal foco é ajustar o rublo ao preço mais baixo do petróleo, para equilibrar o balanço de pagamentos e para preservar algumas reservas, as quais já caíram significativamente", disse Yaroslav Lissovolik, estrategista chefe do Deutsche Bank. "Essa é a principal razão pela qual eles estão acelerando o enfraquecimento do rublo... É possível que eles estejam esperando concluir as desvalorizações este mês", acrescentou ele. O rublo se desvalorizou para 36,81 ante uma cesta composta pelo dólar e pelo euro, usada pelo banco central para direcionar a política monetária, 50 copeques (centavos de rublo) abaixo do suporte oficial anterior. A moeda russa apresenta queda de 20,5 por cento ante picos recordes registrados no começo de agosto. O petróleo -- item de exportação estratégico para a economia da Rússia, voltada para recursos básicos -- perdeu mais de 60 por cento de seu valor durante este período de tempo. O rublo perdeu mais nos primeiros cinco dias de negócios de 2009 do que economistas previam para todo o ano. No final de dezembro, eles previam que a moeda iria terminar 2009 cotada a 36,24 frente à cesta de moedas. A ação de quinta-feira também fez com que a moeda passasse da marca de 32 rublos ante o dólar pela primeira vez na história moderna, chegando a ser enfraquecer a 32,23 rublos por dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.