Rússia e Brasil querem aumentar uso de suas moedas--Medvedev

O presidente russo, Dmitry Medvedev, disse nesta sexta-feira ter concordado com o Brasil em buscar formas de aumentar o uso de suas moedas no comércio bilateral.

REUTERS

14 de maio de 2010 | 08h20

"Estamos todos observando como a União Europeia está tentando resolver seus diferentes problemas, incluindo o problema com o euro", disse Medvedev em uma entrevista coletiva com o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva.

"Concordamos com o presidente (Lula) em criar um grupo de trabalho que irá olhar... decisões em moedas nacionais. Isso é extremamente importante para o desenvolvimento estável dos países e para um sistema financeiro internacional mais equilibrado."

"Nem o dólar nem o euro nem nenhuma outra podem se dizer uma moeda mundial que protege todos os países. Existem problemas com todas as moedas. Então, quanto mais ativos formos em usar as moedas nacionais, mais estável será o comércio bilateral e melhor será para as instituições financeiras internacionais", acrescentou ele.

(Por Guy Faulconbridge)

Tudo o que sabemos sobre:
MACRORUSSIABRASILCAMBIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.