Rússia reforça controle radioativo na fronteira com a Coréia

A Rússia reforçou o controle sobre onível de contaminação radioativa nas regiões próximas à fronteiracom a Coréia do Norte, e pediu às autoridades do país vizinho maisinformações sobre o teste nuclear subterrâneo de segunda-feira. A intensificação do controle ambiental "é uma medida preventiva,pois até o momento não há indícios de contaminação radioativa",disse à agência oficial Itar-Tass um porta-voz do ServiçoMeteorológico do Extremo Oriente russo. Nas cidades russas de Jasansk, a mais próxima à fronteira, eVladivostok, a mais povoada da região, as medições do fundoradioativo e as análises da composição do ar estão sendo renovadasde hora em hora. "O nível de radiação oscila entre 10 e 17 microroentgen porhora", o que corresponde à radiação natural, disse o porta-voz. O porta-voz disse que satélites russos registraram nasegunda-feira um aumento da temperatura do ar na Coréia do Norte, naárea do teste nuclear, a 130 quilômetros da fronteira com a Rússia.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2006 | 13h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.