Rússia vai compensar proibição de importação de alimentos com mais carne do Brasil

O ministro da Agricultura da Rússia, Nikolai Fyodorov, disse nesta quinta-feira que o país vai compensar a proibição de importação de alimentos e produtos agrícolas da União Europeia e dos Estados Unidos com um maior fornecimento de carne do Brasil e queijo da Nova Zelândia.

REUTERS

07 Agosto 2014 | 08h03

A Rússia também está discutindo a proibição de importação com Cazaquistão e Belarus, disse o ministro em entrevista coletiva.

O governo russo anunciou nesta quinta que vai proibir a importação de frutas, vegetais, carnes, peixes e laticínios dos Estados Unidos, União Europeia, Austrália, Canadá e Noruega.

A proibição será válida a partir de 7 de agosto e irá durar um ano.

Mais conteúdo sobre:
RUSSIA CARNE BRASIL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.