Rússia vai reduzir fluxo de gás para Europa se Ucrânia desviar o produto, diz Putin

Rússia vai reduzir fluxo de gás para Europa se Ucrânia desviar o produto, diz Putin

Moscou cortou o fornecimento para o país vizinho após a companhia Gazprom alegar bilhões de euros em contas não pagas

REUTERS

16 de outubro de 2014 | 11h34

A Rússia vai reduzir o suprimento de gás para a Europa se a Ucrânia roubar o produto do gasoduto que atravessa seu território para suprir as próprias necessidades, alertou o presidente russo, Vladimir Putin, nesta quinta-feira, ressaltando estar "esperançoso" de que isso não seria necessário.

A Rússia cortou o fornecimento de gás para a Ucrânia no dia 16 de junho após a companhia Gazprom alegar bilhões de euros em contas não pagas. Sem o suprimento russo, há uma preocupação de que a Ucrânia seja levada a desviar gás que atravessa o país em seu caminho para a Europa durante o inverno.

(Reportagem de Alexei Anishchuk)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAPUTINGASEUROPA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.