Russos obtêm avanços em vacina contra radiação

Cientistas russos obtiveram avanços naobtenção de um composto que pode proteger pessoas e organismos vivosdos efeitos letais da radiação. "Nossa vacina pode reduzir e até neutralizar, nos organismos vivos,os efeitos da exposição radioativa", disse Viaceslav Maliev, chefedo Centro de Biotecnologia de Vladikavkaz, cidade russa no norte doCáucaso. Em entrevista à agência Itar-Tass, Maliev disse que cientistasamericanos participam do desenvolvimento da vacina, testada emanimais recentemente.Maliev explicou que a partir do líquido linfático de organismosmortos por efeito da radiação, os cientistas obtiveram um composto,denominado radiotoxina, que serviu de base para a elaboração davacina. O cientista acrescentou que vacas e cavalos inoculados com avacina adquiriram certa imunidade ao serem submetidos a determinadasdoses de radioatividade. No entanto, houve casos em que alguns dosanimais morreram ao serem expostos a doses inferiores que os demais. Segundo Maliev, estes e outros problemas significam que oscientistas ainda devem analisar muitos aspectos relacionados com avacina, até que ela possa ser testada em seres humanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.