Sabesp dá dicas para compensar aumento de tarifa

Na próxima segunda-feira as contas de água e esgoto dos consumidores residenciais de 365 cidades abastecidas pelo sistema da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) terão aumento de 4,12%, com base na inflação anual. Para orientar o consumidor, a superintendente de Marketing da Sabesp, Emília Dalla Rosa, listou oito dicas que, se seguidas, poderão ajudar o consumidor a diminuir as contas de água. "Há seis anos, uma família de três pessoas utilizava 20 mil litros por mês. Atualmente a quantia é de aproximadamente 15 mil litros. O consumo, que hoje está em 200 litros diários por pessoa, pode ficar entre 120 e 150 litros sem que o consumidor sofra nenhuma restrição", avalia Rosa. O reajuste da Sabesp não se aplica aos municípios de São Bernardo do Campo, Itapira e Lins. Para os clientes não residenciais, como comércio e indústria, haverá duas faixas de aumento: de 4,12% para quem consome até 20 metros cúbicos por mês, e de 3,74% para quem utiliza acima disto.A seguir, as dicas da superintendente de Marketing da Sabesp: 1) Concentre mais louças para lavar - Na cozinha o ideal é manter a torneira fechada enquanto a louça é ensaboada. O consumidor deve concentrar o maior número de utensílios para lavar. A recomendação vale tanto para quem lava a louça manualmente, quanto para quem possui máquina de lavar. 2) Utilize a descarga somente quando necessário - O banheiro é o cômodo mais importante de se observar na hora de reduzir a conta. "A descarga, por exemplo, deve ser utilizada para uso real, não para bitucas e outros itens", observa Emília, porque quando a válvula é acionada por 6 segundos, entre 10 e 14 litros são desperdiçados. Ela afirma que atualmente o consumidor já encontra no mercado um vaso sanitário que dá a opção de utilizar mais ou menos água, dependendo das necessidades. 3) Feche o chuveiro enquanto se ensaboa - Outra dica importante é evitar deixar o chuveiro aberto durante o tempo em que se ensaboa ou lava os cabelos. Segundo a superintendente, o banho que hoje dura em média 15 minutos pode ser diminuído para até 5 minutos. 4) Não esqueça de fechar a torneira enquanto escova os dentes - Outro ponto a ser observado no banheiro é a torneira da pia. Enquanto a pessoa escova os dentes, a torneira pode ser fechada. "O ideal é que o consumidor utilize um copo de água no enxágüe, porque há menos desperdício", exemplifica Emília. 5) Acumule roupas para lavar - A dica para louças vale também para as roupas. Emília recomenda que as peças sejam acumuladas para serem lavadas em conjunto. "Deve-se utilizar a máquina em sua capacidade limite", reitera. 6) Aproveite a água da lavagem de roupa para o quintal - Consumidores que têm quintal ou cachorro e precisam lavá-los podem usar a água da lavagem de roupa para a limpeza. 7) Prefira varrer as calçadas em vez de lavá-las - A superintendente da Sabesp recomenda que as pessoas varram seus quintais e garagens. PrédiosSegundo Emília, quando as pessoas lavam a calçada empurram folhas e sujeiras com a água da mangueira. A ação, além de provocar o desperdício, pode causar um futuro entupimento de bueiros e enchentes. 8) Aprenda a fazer a medição - Consumidores podem aprender a ler a medição para construir um perfil de consumo da casa e avaliar se não há nenhum vazamento nos canos. No caso de prédios, ela cita que a atitude é ainda mais importante. "Porteiros ou síndicos podem verificar o consumo diariamente para ver o comportamento do prédio". Ela dá o exemplo de finais de semana e feriados: "A pessoa pode medir quanto o prédio está utilizando no período em que muitos moradores estão fora. Se o consumo não diminuir, pode haver um vazamento". A Sabesp oferece cursos gratuitos para detecção de vazamentos. Os consumidores também podem pegar dicas e tirar dúvidas pelo telefone que aparece em suas contas de água. Na capital, o telefone é 0800 011 99 11.

YOLANDA FORDELONE, Agencia Estado

08 de setembro de 2007 | 13h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.