Sabesp já traz água do Alto Tietê para a Cantareira

O Sistema Cantareira, que abastece 42% da Grande São Paulo, estava nesta quarta-feira, 29, com 22,7% da capacidade, o menor nível em dez anos. A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) descartava o racionamento, mas começou a trazer água para a capital paulista do Sistema Alto Tietê, que nesta quarta-feira tinha 45,4% da capacidade, para suprir o abastecimento.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

29 de janeiro de 2014 | 19h48

"Como os sistemas são interligados, hoje temos 1,6 milhão de pessoas do Cantareira atendidas pelo Alto Tietê", afirma a presidente da Sabesp, Dilma Pena. "Rodízio ou racionamento ainda não estão no nosso radar. Estamos fazendo a gestão do sistema e uma forte campanha para economia de água." De acordo com Dilma, o Cantareira registrou o menor índice de chuvas da história, com apenas 87,4 milímetros. Mas Alto Cotia, Rio Grande e Guarapiranga estão com boa reserva de água.

Interior

Também há dificuldades de desabastecimento em outras cidades. Sorocaba já teve protestos por falta de água e em Itu (SP) moradores obtiveram liminares na Justiça assegurando que o fornecimento não será cortado.

Mais conteúdo sobre:
Sabespágua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.