Saborosos, fortes, bonitos

Com a melhora da oferta, foi-se o tempo em que produtos orgânicos eram murchinhos, franzinos, feinhos. Hoje, da alface ao frango ciscador, passando pelo repolho e os ovos, os orgânicos também competem em apresentação

23 Julho 2009 | 09h20

Está mais fácil pôr na mesa pães, verduras, sucos, laticínios, grãos, carnes e até vinhos, nacionais, orgânicos e de qualidade. A oferta de alimentos cultivados sem defensivos agrícolas já dá conta de uma refeição completa, incluindo o cafezinho. Outra boa notícia é que esses produtos deixaram de ser feinhos, murchinhos – você pode até encontrar alguns menos vistosos, mas não há motivo para comprá-los. Feiura deixou de ser sinônimo de orgânico. Veja também: Garimpeiros verdes Império foodie contra-ataca O guru da nova 'comida autêntica' Segredos da fazenda O mais orgânico de todos os chefs Slow food e comidas orgânicas conversam - e Neide Rigo faz o intermédio Mais espaço (e sabor) para os orgânicos em Curitiba A superioridade do sabor dos alimentos orgânicos sobre os convencionais não é cientificamente comprovada, mas não há dúvidas de que quando se usam menos aditivos químicos, os vegetais crescem mais lentamente e retêm menos água, o que concentra o sabor. Se você quiser entrar nessa onda, antes de mais nada, vai ter de se conformar em pagar mais pelos produtos. Os lindos ovos orgânicos, por exemplo, são de galinhas criadas soltas e livres de promotores de crescimento e chegam a custar três vezes mais que os não orgânicos. O mesmo acontece com as belas verduras e os legumes cultivados sem defensivos. Nos Estados Unidos, frutas e verduras orgânicas são encontradas apenas na estação. Sem aditivos os produtores têm de respeitar o ciclo natural da safra, quando os vegetais estão em plena forma em textura e sabor. Por aqui, as frutas orgânicas são sazonais, mas como o clima é mais ameno é possível comprar quase todos os legumes, verduras e hortaliças o ano inteiro. Você vai precisar aprender a ler os rótulos. A partir do ano que vem, a vida do consumidor brasileiro vai melhorar porque todos os produtos orgânicos terão de apresentar um selo de certificação, concedido pelo Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica (Sisorg). E mais o selo da certificadora. Vai ficar fácil distinguir.Mas, atenção, não basta um produto ser orgânico para ser bom. E, por favor, não confunda os termos. Orgânicos são fruto de produção certificada, que exige a conservação do solo, proíbe o uso de defensivos, fertilizantes químicos e transgênicos. Biodinâmicos cumprem os mesmos requisitos, mas ainda levam em conta os fundamentos de Rudolf Steiner, da integração entre a produção vegetal e animal em uma unidade de produção familiar. Hidropônicos são vegetais produzidos em estufa, sem tocar o solo. São alimentados por solução hidromineral, e contrariam os princípios orgânicos.   Legumes e verduras São cultivados em solo adubado com esterco e farinha de osso. Costumam ser mais crocantes e tenros. A cenoura tem destacada doçura, a rúcula preserva o ardido característico e a batata costuma ter textura exemplar.   Grãos O resultado da produção de feijão, milho e soja orgânicos tem surpreendido agricultores. Com controle biológico de pragas, a produtividade se equipara à da lavoura convencional. Os grãos têm menos sódio, e o feijão conserva o sabor de ferro.   Carne Os animais são alimentados sobretudo com pasto orgânico. Não ficam confinados e nem recebem remédios alopáticos.   Café Na boca, textura cremosa e sabor intenso. Entre os orgânicos, é dos brasileiros mais exportados. Lavoura e todo o beneficiamento são inspecionados. Há descarte de grãos com defeito.   Granola O plantio da aveia, do trigo e do centeio segue a cartilha orgânica, sem resíduos químicos. Apenas 1% do produto – o floco de milho – não é orgânico.   Laticínios Já estão à venda leites integrais e desnatados e queijos, produzidos com leite de vacas criadas soltas, alimentadas no pasto livres de aditivos. O leite integral orgânico é muito cremoso, cheio de nata.   Biscoitos Pelo menos 95% dos ingredientes que entram na produção precisam ser certificados – o solo em que se planta cana-de-açúcar, chocolate, baunilha e farinha.   Morango Na prateleira eles parecem os mesmos: em geral, o orgânico e o comum são idênticos. A diferença está na produção. O morango é a maior vítima dos defensivos agrícolas, por isso, os orgânicos são bastante procurados. A vantagem adicional é que, como ocorre com outras frutas e legumes cultivados organicamente, a polpa é mais tenra e o sabor, concentrado.   Frango Leva cinco meses para ficar no peso ideal para o abate, ao contrário do frango convencional, que fica pronto em 40 dias (em média), depois de receber antibióticos promotores de crescimento.   Açúcar O processo de refinamento de açúcar branco envolve enxofre e, por isso, uma das primeiras investidas dos ambientalistas foi sobre ele. Destaca-se aqui o demerara, cuja composição leva cálcio, ferro e tem sabor mais suave. Como é cristal, é bom para caramelar.   Chá Sem a adição de nitratos, fungicidas ou herbicidas, conserva o sabor original das ervas. (Fotos: Felipe Rau/AE)   ONDE ENCONTRAR Nos últimos cinco anos, os orgânicos invadiram os supermercados, que já concentram 70% das vendas. Mas, além deles, há boas lojas e feiras na cidade. Paladar selecionou algumas: Lojas Alquimia: R. Monte Alegre, 341, 3864-2596. Diversas marcas de mel orgânico e granola Bio Alternativa: R. Maranhão, 812, 3825-8499. Serve almoços. Cereais, frutas, laticínios Carrefour: http://www.carrefour.com.br/. Linha Viver Orgânico com alimentos processados diet e light Casa Santa Luzia: Al. Lorena, 1.471, 3897-5000. Com entrega: frango, ovos, queijos e vinhos Chácara de Orgânicos: R. Rodrigo Vieira, 412, 5084-9697. Com entrega: chás e hortifruti Empório Santa Maria: Av. Cidade Jardim, 790, 3816-4344. Frutas, legumes e cereais Emporium São Paulo: Rua Afonso Braz, 431, 3848-3700. Com entrega: ovos e legumes Korin: Rua Coronel Arthur de Godoy, 246, 5579-9363. Com entrega: ovos e frango Moinho de Pedra: Rua Francisco de Moraes, 227, 5181-0581. Sucos, chás, confeitaria e pratos congelados Mundo Verde: http://www.mundoverde.com.br/. Grãos, geleias e café Pão de Açúcar: http://www.paodeacucar.com.br/. Da marca Taeq, azeite e geleias. Banana biodinâmica, ovos, carnes, laticínios, pães Ponto Verde: Rua do Estilo Barroco, 442, 5182-5161. Com entrega: frango, laticínios, ovos Feiras Ibirapuera: aos domingos, da 7h às 12h. Rua Tutoia (estac. da Igreja do Santíssimo Sacramento), 3875-2625 Parque da Água Branca: às terças, sábados e domingos, das 7h às 12h. Av. Francisco Matarazzo, 455, 3875-2625 (pela AAO) Biodinâmica: aos sábados, das 7h às 12h. R. Dona Ana Pimentel, s/ nº Só pela internet Alternativa Natural: http://www.alternativanatural.com.br/ (só processados) Caminhos da Roça: http://www.caminhosdaroca.com.br/. Frutas, pães, leite e ovos

Mais conteúdo sobre:
Paladar org&acirc nicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.