Safra de soja do Brasil é elevada a 66,7 mi t, segundo a Conab

A estimativa para a safra de soja 2011/12 do país foi elevada a 66,7 milhões de toneladas em maio, contra 65,6 milhões de toneladas previstas no mês anterior, apontou relatório da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgado nesta quinta-feira.

REUTERS

10 Maio 2012 | 11h13

Apesar dos efeitos da estiagem, que provocou perdas significativas nos Estados da região Sul e em Mato Grosso do Sul, a Conab elevou ligeiramente sua projeção para a safra de soja no país em relação ao número de abril.

"Nos estados da região Centro-Oeste, com exceção de Mato Grosso do Sul, as condições climáticas foram mais favoráveis e apresentam crescimento na produção", apontou a Conab em seu levantamento semanal.

O Mato Grosso, maior produtor de soja no país, teve crescimento 8,6 por cento na área cultivada e a produção estimada em 21,68 milhões de toneladas, ante 20,4 milhões do ciclo anterior, um aumento de 6,2 por cento.

A Conab também apontou incrementos de produção na região do Maranhão, Tocantins e Piauí.

O Brasil, segundo produtor e exportador global da oleaginosa, colheu um recorde de 75,32 milhões de toneladas no ciclo anterior, segundo a Conab.

A projeção para a safra total de milho foi de 65,9 milhões de toneladas, versus 65,14 milhões de toneladas de abril. Na safra passada, a produção brasileira do cereal somou 57,4 milhões de toneladas.

A segunda safra foi prevista em 30,17 milhões de toneladas, contra as 29 milhões de toneladas estimadas em abril e as 21,5 milhões de toneladas do ciclo anterior.

"Para o milho segunda safra, o clima está bastante favorável em todas as regiões produtoras", informou a Conab. A estatal acrescentou que a ocorrência de chuvas regulares entre janeiro e fevereiro permitiram a realização de grande parte do cultivo do cereal dentro da janela ideal.

A produção de algodão foi estimada em 1,95 milhões de toneladas, ante 2 milhões de toneladas previstas anteriormente.

(Por Fabíola Gomes)

Mais conteúdo sobre:
COMMODSSAFRACONAB*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.