SAIBA MAIS-Cidades que vão receber a Copa das Confederações

A Copa das Confederações será disputada nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador, de 15 a 30 de junho do ano que vem.

Reuters

01 Dezembro 2012 | 12h30

Veja a seguir detalhes das seis cidades que vão receber o torneio, considerado um teste para a Copa do Mundo de 2014.

As porcentagens de execução das obras dos estádios referem-se a levantamentos das construtoras responsáveis ou dos respectivos governos.

BELO HORIZONTE

Estádio: Mineirão

Capacidade: 64 mil

Investimento: 695 milhões de reais

Execução: 93 por cento da reforma concluída

Prazo de conclusão: dezembro de 2012

Jogos: receberá dois confrontos de primeira fase e uma das semifinais

BRASÍLIA

Estádio: Estádio Nacional - Mané Garrincha

Capacidade: 70 mil

Investimento: 812,2 milhões de reais

Execução: 81 por cento da reforma concluída

Prazo de conclusão: dezembro de 2012

Jogos: sediará a abertura do torneio

FORTALEZA

Estádio: Castelão

Capacidade: 67 mil

Investimento: 518,6 milhões de reais

Execução: 93 por cento da reforma concluída

Prazo de conclusão: dezembro de 2012

Jogos: receberá dois confrontos de primeira fase (incluindo um do Brasil) e uma das semifinais

RECIFE

Estádio: Arena Pernambuco

Capacidade: 46 mil

Investimento: 500,2 milhões de reais

Execução: 70,5 por cento da obra concluída

Prazo de conclusão: fevereiro de 2013

Jogos: receberá três confrontos de primeira fase

RIO DE JANEIRO

Estádio: Maracanã

Capacidade: 79 mil

Investimento: 808,4 milhões de reais

Execução: 75 por cento da reforma concluída

Prazo de conclusão: fevereiro de 2013

Jogos: sediará a final e duas partidas de primeira fase

SALVADOR

Estádio: Fonte Nova

Capacidade: 50 mil

Investimento: 591,7 milhões de reais

Execução: 80 por cento da obra concluída

Prazo de conclusão: dezembro de 2012

Jogos: receberá dois confrontos de primeira fase (incluindo um do Brasil)

(Reportagem de Tatiana Ramil)

Mais conteúdo sobre:
COPA CONF SAIBAMAIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.