SAIBA MAIS-Eleição deste ano terá mais de 130 mi de eleitores

A corrida presidencial ganha fôlego com a formalização das candidaturas pelos partidos. Até o dia 30 de junho deverão ser realizadas as convenções partidárias.

REUTERS

12 de junho de 2010 | 10h24

O registro de todas candidaturas deve ser feito até o dia 5 de julho, depois disso começa oficialmente a campanha eleitoral. Mas ela só deve ganhar fôlego total em agosto, quando vai ao ar o horário eleitoral gratuito no rádio e na TV.

Veja a seguir regras e números da disputa eleitoral deste ano.

DATAS

* As eleições serão realizadas no dia 3 de outubro. Eventual segundo turno de votação irá ocorrer no dia 31.

* As datas correspondem, respectivamente, ao primeiro e ao último domingo do mês de outubro, quando, por determinação do código eleitoral, são realizadas as eleições no Brasil.

* O segundo turno irá acontecer caso nenhum candidato a presidente da República ou ao governo de determinado Estado tenha alcançado 50 por cento mais um dos votos válidos. Seguem para nova votação os dois candidatos mais bem colocados.

ELEITORADO

* Poderão votar nas eleições de outubro 134.080.517 eleitores, segundo dados de abril do Tribunal Superior Eleitoral.

* Esses números serão maiores em outubro, quando o TSE terá incluído os brasileiros que tiraram o título de eleitor até a data limite para as eleições deste ano, 5 de maio.

* São Paulo (22,41 por cento dos eleitores), Minas Gerais (10,72), Rio de Janeiro (8,56), Bahia (6,99) e Rio Grande do Sul (6,01) são os maiores colégios eleitorais. Paraná (5,63) e Pernambuco (4,63) vem em seguida.

* Desde as últimas eleições majoritárias, em 2006, até abril deste ano, houve um aumento de cerca de 6,5 por cento do eleitorado brasileiro.

* Eleitores que não estiverem em seu domicílio eleitoral no dia das eleições poderão requerer o chamado voto em trânsito para presidente da República, transferindo provisoriamente seu título para uma das capitais dos Estados.

CARGOS DO LEGISLATIVO EM DISPUTA

* Senado: Dois terços das 81 cadeiras. Este ano, 36 senadores tentam a reeleição. Cada Estado elegerá dois senadores, em eleições majoritárias --são eleitos os dois senadores mais votados.

* Câmara dos Deputados e assembleias legislativas: todos as cadeiras serão disputadas.

* O preenchimento das vagas é feito conforme os votos obtidos pelos partidos ou coligações partidárias.

* A soma de todos os votos válidos é dividida pelo número de cadeiras disponíveis na Câmara ou na respectiva assembleia, definindo as vagas a serem preenchidas pelos partidos ou coligações partidárias. Os candidatos mais votados em cada partido ou coligação preenche as vagas.

CARGOS DO EXECUTIVO

* Serão eleitos os governadores, e seus respectivos vices, dos 26 Estados e do Distrito Federal e o presidente da República, com seu vice.

* Na corrida presidencial, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) estão empatados com 37 por cento das intenções, segundo a última pesquisa Ibope divulgada no início de junho. Marina Silva (PV) tem 9 por cento.

(Reportagem de Bruno Peres)

Tudo o que sabemos sobre:
ELEICOESSAIBAMAISDADOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.