Saif era o mais cotado para promover reformas na Líbia

Filho de Khadafi estudou na Europa e era consirado reformista.

BBC Brasil, BBC

19 de novembro de 2011 | 16h58

Saif al-Islam era uma das faces do regime líbio mais conhecidas no exterior.

Educado na Áustria e Grã-Bretanha, ele deveria liderar a Líbia na transição de ditadura para um país mais democrático, mas acabou com um mandado do tribunal penal internacional emitido contra si.

Quando o país entrou em erupção, Saif viu suas amizades com o ocidente evaporem.

O filho de Khadafi sabia que corria perigo, mas jurou que não se renderia jamais e morreria no país. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
khadafialsosail al islamfilholíbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.