Salafistas ferem 29 policiais em manifestação na Alemanha

Muçulmanos salafistas ultraconservadores se voltaram contra policiais que escoltavam manifestantes anti-islâmicos na cidade alemã de Bonn, ferindo 29 oficiais, dois deles gravemente, disse a polícia neste domingo.

REUTERS

06 Maio 2012 | 14h54

Autoridades prenderam 109 pessoas, entre elas um homem de 25 anos suspeito de esfaquear dois policiais, após confrontos no sábado entre manifestantes com cartazes que mostravam caricaturas d profeta Maomé e um grande grupo de salafistas.

A imprensa local noticiou que entre 500 e 600 salafistas confrontaram 30 manifestantes contra o Islã.

Os salafistas distribuíram milhares de exemplares do Alcorão nas últimas semanas, traduzidos para o alemão, a não-muçulmanos, o que provocou um carregado debate na Alemanha.

O ministro do Interior da Renânia do Norte-Vestfália, se comprometeu a identificar todos os salafistas preparados para usar a violência, para que autoridades possa tomar medidas mais rápidas no futuro.

Quatro milhões de muçulmanos vivem na Alemanha, cerca de metade dos quais possui cidadania alemã.

Mais conteúdo sobre:
MUNDO ALEMANHA SALAFISTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.