Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Sanduíche+pizza = piadina

O sanduíche da foto parece uma pizza - e é quase isso. A piadina é uma espécie de minipizza tostada, dobrada ao meio e recheada. É muito popular na região italiana da Emília Romana e será a estrela da Via Emilia, que começa a funcionar nesta quinta-feira, 8, na rua dos Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

08 Maio 2014 | 07h14

A receita da massa é autêntica, feita com farinha de trigo italiana Caputo 00, água, sal e banha de porco preparada na cozinha do restaurante (com carne das costas do suíno). Até a máquina de abrir a massa foi importada da Itália. A versão paulistana é fina por uma razão climática - na Itália, a espessura da piadina é determinada pela geografia, nos lugares quentes ela é fina e quanto mais fria a região, mais grossa a massa.

Depois de aberta na máquina, a massa é tostada numa chapa bem quente - vai formando bolhas, que ficam crocantes e escurinhas. Os recheios levam ingredientes do repertório italiano, como presunto cru, speck, mortadela, queijo stracchino, grana padano, gorgonzola, combinados com produtos variados, como folhas, legumes, maionese e até coalhada.

Cada piadina tem o nome de uma cidade por onde passa a Via Emilia. Piacenza, por exemplo, leva presunto cru, lascas de grana padano, cogumelo salteado e rúcula (R$ 29,20). Cesena combina stracchino, presunto royale e pasta de azeitona com ricota (R$23,70) e Fidenza é uma mistura de rosbife caseiro, queijo fundido, cebola caramelizada, tomate e rúcula (R$ 26,30). São acompanhados por chips de mandioquinha, batata-doce e batata ou salada.

A casa, de 52 lugares e ambiente simpático com uma Vespa exibida numa vitrine no chão, tem entre os sócios duas irmãs, Suely e a chef Laís Duo, formada pelo Senac, que trabalhou na Itália e foi subchef de Flávio Miyamura, no restaurante paulistano Miya, durante um ano.

Serviço

Via Emilia

Rua dos Pinheiros, 537 - Pinheiros - São Paulo

Tel.: 3062-2437

Horário: 12h/23h (dom. 12h/17h; fecha 2ª)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.