Sangue em casa de Jundiaí era de moradora, diz polícia

A Polícia Civil de Jundiaí (a 60 quilômetros de São Paulo) concluiu hoje as investigações sobre manchas de sangue humano surgidas no chão de uma casa no Jardim Bizzaro, nos dias 15 e 16 de junho. O casal de moradores pensou que o sangue havia saído do piso da residência. Mas o delegado Marco Antonio Ferreira Lopes informou que um exame mostrou que o sangue era da dona da casa, de 71 anos, que sofreu uma hemorragia provocada por varizes. "A mulher não tentou enganar ninguém. A polícia foi acionada por orientação de um padre, amigo do casal, que foi chamado quando eles viram o sangue no chão da casa. O sangue se espalhou porque a mulher saiu de toalha do banho e havia respingos no banheiro, corredor e cozinha."

TATIANA FÁVARO, Agencia Estado

02 de julho de 2008 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.