Santos tenta esquecer eleição em busca de tranquilidade

Uma vitória contra o Coritiba, na Vila, afasta ameaça de rebaixamento e ameniza instabilidade política

Sanches Filho, O Estadao de S.Paulo

22 de novembro de 2009 | 00h00

O Santos escala o que tem de melhor para derrotar o Coritiba, hoje, às 17 horas, na Vila Belmiro, para chegar aos 48 pontos e afastar o pequeno risco que ainda resta de rebaixamento para a Série B. Assustada pela falta de resultados nos últimos jogos, a diretoria convocou a torcida - o ingresso de arquibancada sairá por R$ 10 para quem for ao estádio vestindo a camisa do clube.

O resultado de hoje pode refletir nas eleições para presidente e na renovação do Conselho Deliberativo, dia 5. Para não dar margem às insinuações de que torce pela derrota da equipe em busca de vantagem nas urnas, o opositor Luís Álvaro Ribeiro pediu o comparecimento pacífico do torcedor e o barateamento das entradas.

"Temos que jogar futebol para ganhar do Coritiba e esquecer a parte política", pediu o técnico Vanderlei Luxemburgo, que condicionou sua permanência no Santos à reeleição de Marcelo Teixeira e avisou que não quer o assunto sobe eleições como desculpa por um possível resultado negativo.

"Em São Paulo (quando o time jogou no Pacaembu e venceu o Náutico por 3 a 1), até parecia que estava sendo disputado outro jogo fora do campo", reclamou. "O importante é o Santos terminar bem o Brasileiro."

Apesar da derrota por 3 a 1 contra o Internacional, há uma semana, o treinador aprovou a produção da equipe. Portanto, Luxemburgo manterá Madson no meio, para ajudar Paulo Henrique Ganso na armação, e Neymar ao lado de Kleber Pereira. O técnico, porém, decidiu tirar Triguinho, que vinha jogando bem, para escalar o ídolo Léo para agradar a torcida.

O Coritiba viaja para Santos em busca de uma vaga na Copa Sul-Americana - com 44 pontos, a equipe do técnico Ney Franco ainda corre risco de descenso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.