São Paulo reduz em 32% casos de gravidez na adolescência

Em 2006 foram registrados pouco mais de 100 mil casos contra os 148 mil contabilizados em 1998

11 de setembro de 2007 | 13h07

O número de adolescentes grávidas no Estado de São Paulo caiu 32% de 1998 a 2006, revela levantamento realizado pela Secretaria de Estado de Saúde e divulgado nesta terça-feira, 11. Segundo o documento, no último ano, houve 100.631 mulheres com menos de 20 anos grávidas, contra 148.019 casos ocorridos em 1998.   Em 2006, os partos de jovens com menos de 20 anos representou 16,6% do total no Estado, apresentando um dos menores números desde o início da medição, em 1998. Em 2005, por exemplo, o índice era de 16,9%. Dois anos antes, o número de partos respondia por 18,4% do total.   A secretaria argumenta que os resultados foram obtidos graças às campanhas de conscientização e prevenção e aos programas sociais promovidos pelo governo.   "Os adolescentes, no geral, são bem informados sobre prevenção contra a gravidez indesejada. Mas a insegurança em relação ao parceiro e a baixa auto-estima trazem vulnerabilidade ao jovem", afirma a coordenadora de Saúde do Adolescente da Secretaria, Albertina Duarte Takiuti.

Tudo o que sabemos sobre:
GravidezAdolescência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.