São Paulo sai dos estados de atenção e alerta por causa da chuva

54 pontos ficaram alagados; rios transbordaram; semáforos quebraram; trens foram paralisados e houve até resgate de helicóptero

Solange Spigliatti e Wladimir D'Andrade, Central de Notícias

27 de fevereiro de 2011 | 15h00

Chuvas paralisaram jogo entre São Paulo e Palmeiras no Morumbi. Foto: Sergio Neves/AE

 

A capital paulista saiu dos estados de atenção e de alerta por volta das 18 horas deste domingo após ficar quase por toda a tarde nesta situação por conta das fortes pancadas de chuva que atingiram a cidade logo no começo da tarde.

 

 

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), chovia fraco em alguns pontos da Capital paulista no fim da tarde, que deve persistir até meados da noite com intensidade fraca. Durante a tarde, foram registrados 54 pontos de alagamentos, entre eles 16 eram intransitáveis.

 

 

O estado de atenção começou às 14h05 e atingiu aos poucos toda a cidade. A região central de São Paulo e a Marginal do Pinheiros chegaram a fircar em estado de alerta, o mais grave.

 

 

As pancadas de chuva foram provocadas por áreas de instabilidade formadas pela união de calor e pela aproximação de uma frente fria. As chuvas entre moderada e forte atingiram a Zona Norte (Pirituba, Vila Maria, Vila Guilherme e Santana), na Zona Leste (Vila Jacuí, São Miguel Paulista, Itaim Paulista), na Zona Oeste (Rio Pequeno, Butantã e Lapa), Zona Sul (Campo Limpo) e Centro.

 

 

Os rios Tietê e Pinheiros transbordaram. A Subprefeitura de Pinheiros e Butantã, na zona oeste de São Paulo, decretou estado de alerta nas duas regiões. Os motoristas encontravam tráfego interditado em importantes vias da zona oeste, como a pista local da Marginal do Pinheiros, devido ao transbordamento do rio, na Avenida Pompeia, Avenida Francisco Matarazzo, Rua Turiaçu, Avenida Marques de São Vicente, Avenida Sumaré e Marginal do Tietê.

 

 

Por conta dos trechos alagados nas Marginais do Tietê e do Pinheiros, a Rodovia Castelo Branco estava com lentidão entre os quilômetros 16 e 13 e na pista marginal entre os quilômetros 14 e 13, sentido São Paulo. No km 19 da rodovia, o trânsito estava sendo desviado para o Rodoanel, para que os motoristas evitassem os alagamentos.

 

 

Além da pista local da Marginal do Pinheiros, embaixo da Ponte Eusébio Matoso, sentido Castelo, estavam intransitáveis a Avenida Corifeu de Azevedo Marques, perto da Avenida Vital Brasil, os dois sentidos da Avenida Edgar Facó, perto da Ponte do Piqueri, a Avenida Francisco Matarazzo, junto à Avenida Pompeia, o túnel Fernando Vieira de Mello, e a Avenida Professor Luiz Inácio Anhaia Melo, próximo á Avenida Salim Farah Maluf.

 

 

Grande SP

As chuvas também atingiram alguns municípios na região metropolitana de São Paulo. Segundo o CGE, choveu forte principalmente em Osasco. Foram atingidos também os municípios de Taboão da Serra, Guarulhos, Caieiras e Barueri, onde houve o transbordamento do rio que corta a cidade. Segundo a Defesa Civil do município, apesar do transbordamento do rio, na região do bairro Jardim Belval, nenhuma casa foi alagada.

 

Semáforos

Apesar das pancadas de chuvas fortes, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava apenas três quedas de árvores durante a tarde, sem deixar feridos. Além disso, 60 semáforos estavam ou apagados ou com amarelo intermitente, em importantes vias da cidade, como avenidas Paulista, Rebouças, Pompeia, Interlagos, Ibirapuera, Washington Luís, Brasil, 9 de Julho e Inajar de Souza.

 

Metrô e CPTM

As quatro linhas do metrô operavam com restrição de velocidade devido às chuvas. As linhas 7-Rubi e 8-Diamante da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) estavam interrompidas devido às chuvas.

 

Segundo a CPTM, as estações entre Lapa e Barra Funda da Linha 7 ficaram interrompidas das 15h55 até 17h07. Já as mesmas estações da Linha 8 permanecem fechadas devido aos alagamentos.

 

Resgate

No meio da chuva, uma mulher grávida precisou ser resgatada pelo helicóptero Águia, da Polícia Militar (PM). O resgate pousou em um trecho da Marginal do Pinheiros por volta das 16h deste domingo. O atendimento ocorre na alça de acesso para Marginal do Pinheiros, na altura do bairro Parque Oriente. O resgate causa congestionamento na Marginal do Tietê, na altura do Cebolão, e na Rodovia Castelo Branco.

 

Alagamentos

A pista marginal da Rodovia Presidente Dutra estava, por volta das 17 horas, com três km de congestionamento entre os kms 227 e 230, na região da capital paulista, no sentido São Paulo, devido a alagamento na via.

 

Atualizada às 18h43 para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaSPatenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.