São Paulo tem nove pontos de alagamento

Cidade está em estado de atenção e há chuva moderada em diversos bairros da capital paulista

Marcela Bourroul Gonsalves, da Agência Estado,

15 Outubro 2011 | 12h44

A cidade de São Paulo registrava nove ponto de alagamento por volta das 16h00 deste sábado, 15, sendo quatro deles intransitáveis. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), porém, as chuvas começaram a diminuir de intensidade.

No meio da tarde, imagens de radar apontaram precipitação moderada apenas em alguns bairros das zonas norte, principalmente em Perus e Pirituba, e em alguns pontos da região central. Nos demais pontos da cidade, há apenas chuva leve. No extremo sul, não há registro de chuvas. Na Grande São Paulo, havia chuva moderada na região de Cotia, Taboão da Serra, Osasco, Carapicuíba, Guarulhos e Mogi das Cruzes.

Neste sábado, já foi registrada em média 13,7mm de precipitação, valor que equivale a 11% do esperado para outubro. Após 11 dias com chuvas, o acumulado médio desta primeira metade do mês, considerando os índices coletados até as 13h deste sábado, é de 63 mm, o correspondente a 51% da precipitação prevista para o mês.

 

Segundo os meteorologistas do CGE, a previsão é de que as chuvas persistam até o fim da tarde, variando de intensidade, pois novas áreas já se deslocam do interior em direção à faixa leste paulista. Com isso, mantém-se a condição para deslizamentos e formação de alagamentos. No domingo, 16, o tempo se mantém instável e chuvoso ao longo do dia.

Na zona oeste, a Avenida Magalhães da Castro, em frente ao Jockey Club, tinha problemas na altura da Praça Deputado Afrânio de Oliveira. Na zona norte, a pista expressa da Marginal Tietê estava com um ponto de alagamento transitável na altura da Ponte Freguesia do Ó, sentido Castelo. Na zona leste, a Rua São Teodoro estava intransitável nos dois sentidos para os motoristas e a Radial Leste tinha acúmulo de água no sentido bairro, na altura da Avenida Álvaro Ramos. Na região central, a Rua da Cantareira tinha dois pontos com problema, na altura da Rua São Caetano e da Avenida Mercúrio. A Rua Glicério estava intransitável na altura da Praça Dr. Mário Margarido.

.

Neste sábado, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) já registrou duas quedas de árvore, na Rua Sergipe, na Consolação, e na Rua Bacopari, em Alto de Pinheiros.

 

Cerca de 21 semáforos estavam com problemas e parte de Moema, na zona sul, estava sem luz por conta de obras da Eletropaulo, segundo a CET. De acordo com a assessoria do órgão, porém, a manutenção não atrapalhava a distribuição de energia na região.

 

Texto atualizado às 16h15

Mais conteúdo sobre:
alagamento chuva SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.