Sapo gigante ameaça fauna da Austrália

Um sapo do tamanho de um cachorro pequeno, com peso de quase um quilo, foi encontrado no norte da Austrália. O anfíbio gigante, com 20,5 centímetros de comprimento e peso de 861 gramas, surpreendeu as pessoas que participavam de um mutirão na cidade de Darwin para combater essa espécie de sapo."Toadzilla", como foi apelidado, pertence a uma espécie venenosa que se tornou uma praga na região, depois de ter sido trazida do Havaí nos anos 30. "É imenso. Eu não gostaria de encontrar sua irmã mais velha", disse Graeme Sawyer, do grupo ambientalista FrogWatch, que organiza os mutirões para matar os sapos.AmeaçaOs sapos da espécie do Toadzilla foram introduzidos no norte da Austrália numa tentativa fracassada de controlar outra peste, uma espécie de besouro.O anfíbio se reproduz com grande velocidade, e há estimativas de que existem 200 milhões deles na Austrália. Animais nativos, entre eles crocodilos, já morreram envenenados ao tentar comer os sapos, o que reforçou a necessidade de combater a praga.A população de algumas espécies locais de cobras, lagartos e pequenos marsupiais tem diminuído, e especialistas apontam a influência dos anfíbios no processo.

Agencia Estado,

27 de março de 2007 | 14h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.