Sarkozy e Carla Bruni se deparam com protesto no Rio

O presidente francês Nicolas Sarkozy e a primeira-dama Carla Bruni se depararam hoje com uma manifestação de parentes de vítimas da violência logo que chegaram ao Vivo Rio, casa de espetáculos no Parque do Flamengo, onde assistiram ao show de lançamento do Ano da França no Brasil. Cerca de 20 pessoas vestindo camisas pretas protestaram com apitos e cartazes. Num deles se lia "Polícia Mata, Justiça Endossa e Governantes se Omitem. Crime Perfeito". Eles também distribuíram panfletos com números da violência: mais de 16 mil mortes nos últimos dois anos e 10 mil desaparecidos, nos últimos 15 anos. Sarkozy e Carla viram os manifestantes, mas não passaram próximo a eles. Logo depois da chegada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governador do Estado, Sérgio Cabral Filho, às 19h30, começou o show com a participação de artistas brasileiros e franceses.

MARCELO AULER, Agencia Estado

22 Dezembro 2008 | 21h01

Mais conteúdo sobre:
violência Rio manifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.